A troca de plano de saúde vale a pena

A troca de plano de saúde vale a pena?

Algo que ocorre com frequência entre as pessoas que possuem plano de saúde: se deparar com uma proposta melhor, mas ter receio de fazer a troca de plano de saúde por medo de passar novamente pelo período de carência e perder os benefícios que já está usufruindo.

O que muitas pessoas não sabem é que existe a possibilidade de fazer portabilidade e permanecer com as mesmas vantagens, ou seja, não é necessário ficar uma vida inteira com um único plano de saúde apenas por medo de mudar.

É claro que existem algumas condições para fazer a troca de plano de saúde e não passar pelo período de carência, mas ambas são facilmente possíveis de seguir, basta ficar atento.

Dicas da Brand

Primeiramente, o que é prazo de carência?

Toda vez que você ouvir prazo de carência em um plano de saúde, lembre-se que é o período em que o consumidor não tem acesso a procedimentos como consultas, exames e cirurgias e parto.

O prazo de carência varia de operadora para operadora e de plano para plano, por isso a possibilidade de trocar de plano de saúde sem ter de cumprir novas carências, chamada de portabilidade de carência, é tão desejada. Assim, o consumidor pode migrar para o novo plano com os prazos que cumpriu anteriormente.

Leia também Carência de plano de saúde: O que é e qual a barreira para o usuário?

O que a ANS diz?

De acordo com a Resolução Normativa nº 252, da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o período que o consumidor pode optar pela portabilidade de carência do plano de saúde é após a permanência por pelo menos dois anos no plano de origem ou, então, três anos caso tenha cumprido a cobertura parcial temporária (CPT) ou nos casos de doenças e lesões preexistente (aquelas que o consumidor ou seu responsável tinha conhecimento de ser portador no momento em que contratou o plano de saúde).

Como usufruir da portabilidade de carência?

A determinação da ANS especifica que o consumidor que quiser fazer a troca de plano de saúde sem cumprir prazo de carência precisa que a faixa de preço do plano de destino seja igual ou inferior àquela correspondente ao plano de origem. Existe ainda a possibilidade de fazer portabilidade especial de carência, a qual vale para os seguintes casos:

– Caso a operadora do consumidor tenha o registro cancelado pela ANS ou que esteja em processo de Liquidação Extrajudicial (falência);

– Caso o dependente tenha perdido o vínculo com o plano, seja por falecimento do titular, ou por conta de perda da condição para continuar no plano como dependente;

– Caso o colaborador tenha sido demitido ou exonerado sem justa causa ou se aposentado;

Leia também Normas da ANS para planos de saúde

Como fazer valer a pena a troca de plano de saúde?

Uma coisa é certa: só vale a pena fazer a troca de plano de saúde ou operadora caso você tenha benefícios de fato com essa decisão. Para ter certeza de que você está fazendo a melhor escolha, é estratégico contar com uma corretora especializada em planos de saúde, como a Brand Saúde. Nosso trabalho inclui a realização de uma avaliação do seu contrato atual para encontrar a melhor opção para você, sua família ou empresa.

Agora que já sabe que é possível mudar para uma opção de plano que mais se adequa às suas necessidades, sem perder benefícios, aproveite para conversar com um dos especialistas da Brand Saúde e descobrir novas possibilidades.

Melhor opção de plano de saúde


+ posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *